15 de novembro de 2013

Why being the best?

We usually tell our kids something about being "the best".

This can lead to a behaviour looking for increased efficiency. But life is not a "win game" forever. Sometimes you win, sometimes you lose. That's the game. If you cannot lose, you won't know when you're winning.

Life has its ups and downs. And, trying to avoid a loose, somebody can be the best thief, the best liar, the best killer, the best pretending person.

How about telling our kids about being an ethical person?

Instead of telling them to achieve the best score in their classroom, how about telling them to have a clear opinion about life principles? How about teaching them that "ommiting" is the same as "liying"? How about teaching them there is no problem in saying "I don't know", or "I tryied, but I couldn't get it"?

Instead of pushing our children to be the number one among their mates, how about taking them to watch an orchestra? Instead of teaching them a foreign language, how about walking with them?

When was the last time you talked to a child near you? When was the last time you asked her what she thinks about some real situation, like robbery, bullying at school, prejudices, poverty, wars and so on?

If we don't ask questions that make our children think, who do you expect will do that?

So, why being the best? And, finally, be "the best" in what?

6 de novembro de 2013

Como instalar o Ubuntu num notebook com secure boot

Esse artigo descreve passos de configuração, principalmente da BIOS, para permitir o funcionamento do Ubuntu ao lado do Windows 8, num notebook com Secure Boot.

Depois de quase uma semana procurando informações, conseguimos instalar o Xubuntu no novo notebook que compramos: o CCE Ultra Thin T345 (i3 com 4GB de RAM e 500GB de HD), que vem com o Windows 8 pré-instalado.

O problema não é ser um CCE, nem ter o Windows 8. É ter o tal Secure Boot ativado.

O artigo que me deu a luz final para conseguir configurar a BIOS foi esse, num fórum da Fujitsu: https://forum.ts.fujitsu.com/forum/viewtopic.php?f=95&t=46061

Vou descrever aqui os passos que seguimos para conseguir instalar o Xubuntu num notebook com boot UEFI e Secure Boot, para conviver ao lado do Windows 8 original.

Observações:
  • Esse tutorial é descrito com a versão da minha BIOS, a Phoenix Securecore Tiano. Talvez na sua versão de BIOS os passos e os menus sejam diferentes.
  • Esse procedimento pode cancelar a garantia do seu notebook. Leia sobre isso no certificado.
  • Instalamos o Xubuntu 12.04.3 porque só usamos versões LTS. Mesmo essa versão sendo compatível com o Secure Boot, não conseguimos instalá-la sem essas configurações na BIOS. Até entrava o menu de boot do DVD do Xubuntu, mas quando escolhíamos qualquer opção, a tela ficava totalmente preta e o computador, inativo.
Em resumo, o que vamos fazer aqui é permitir que seu computador com Secure Boot faça o boot como se não tivesse esse recurso. Vamos ativar o Legacy Boot.

Vamos lá:
  1. Entre na BIOS do seu notebook, na seção Security e ative a senha de Supervisor. Só com essa senha ativada é que você consegue mudar as configurações necessárias.
  2. Dê um novo boot para entrar na BIOS, agora, com a senha do Supervisor.
  3. Entre na seção Advanced e coloque a opção Quick Boot como Disabled.
  4. Entre novamente na seção Security e escolha Secure Boot Configuration.
  5. Nessa tela, coloque Secure Boot Option como Disabled.
  6. Feito isso, vá à opção Main e escolha Boot Features.
  7. Nessa tela, escolha:
    1. CSM Support: Yes
    2. UEFI Boot: Disabled.
    3. Legacy Boot: Enabled. Finalmente! É o Legacy Boot que vai deixar você dar boot como se não existisse o Secure Boot.
Abaixo, as telas da minha BIOS, para referência:





Pronto, agora você já pode instalar seu Ubuntu, mexendo na sequência de boot para reconhecer o DVD/pendrive de instalação.

Nos baseamos nos seguintes posts para instalar o Ubuntu:
Infelizmente, só descobrimos esses artigos depois de já termos instalado o Ubuntu pela 1ª vez, sem sucesso na hora do boot. Por isso, fizemos o particionamento durante o processo de instalação. Mas eles nos ajudaram na etapa de fazer os 2 sistemas conviverem juntos.

No nosso caso houve um problema no final da instalação, dizendo que não foi possível instalar o gerenciador de boot, o GRUB. Escolhemos a opção de concluir a instalação sem um gerenciador de boot e, daí, seguimos a orientação dos artigos para instalar o Boot Repair. É ele quem vai permitir que o GRUB consiga dar o boot nos 2 sistemas operacionais.

Depois de seguir todos passos recomendados, de criarmos as partições necessárias e de instalar o Boot Repair, ainda não conseguimos dar boot. Aí tivemos que tentar algumas configurações na BIOS, quando chegamos nessa que está funcionando:
  1. Na BIOS, na opção Main e escolha Boot Features.
  2. Nessa tela, escolha:
    1. CSM Support: Yes
    2. UEFI Boot: Enabled.
    3. Legacy Boot: Disabled.




Pronto, agora quando damos boot no computador, aparece o seguinte menu:


A 1ª opção é o boot que queremos: Ubuntu.
Para entrar no Windows, temos a opção Windows Boot UEFI loader.

Agora podemos usar um ou outro, conforme a necessidade

Entretanto, se você desejar jogar fora toda essa coisa de Secure Boot, sugiro esse artigo: How to Disable UEFI and dual boot Ubuntu and Windows on an UEFI enabled laptop.